Logo Portal O POVO Online

Esportes

  • Ceará
  • Fortaleza
  • Ferroviário
  • Grêmio
  • Internacional
  • Flamengo
  • Vasco
  • Botafogo
  • Fluminense
  • Corinthians
  • São Paulo
  • Santos
  • Palmeiras
  • Cruzeiro
  • Atlético-MG
rss

Ceará Ceará

Especiais

Receba as notícias

RSS

17/02/2017 - 12h39

Dal Pozzo desmente Ceará e diz que saída do clube não ocorreu em comum acordo

CHRISTIAN ALEKSON/CEARASC.COM

A saída de Gilmar Dal Pozzo do Ceará ganhou um novo capítulo. Após o clube ter divulgado que houve "comum acordo" na rescisão, o treinador lançou uma nota oficial nesta sexta-feira, 17, desmentindo o fato e afirmando que só foi procurado pela diretoria alvinegra horas após o ocorrido no desembarque e depois de ter feito uma nota de repúdio pelas ameaças sofridas.

Dal Pozzo destaca que deixou claro o interesse em permanecer no Vovô e apontou o bom aproveitamento (62,9% em nove jogos) à frente da equipe e a liderança no Estadual como provas de que o projeto estava sendo bem conduzido. Ele ainda comentou novamente sobre o incidente no aeroporto e agradeceu o apoio recebido.

Confira a íntegra da nota:
Ontem (quinta-feira, 16) fiz uma nota de repúdio e deixei claro meu intuito de permanecer dirigindo o Ceará Sporting Club, pois até então ninguém havia conversado comigo. Não houve comum acordo para minha saída como divulgado e por isso gostaria desse esclarecimento. Fui procurado pelo Gerente de Futebol Marcelo Segurado e comunicado que estava fora do projeto junto da minha comissão técnica. Reitero a convicção de que o grupo foi montado de acordo com os objetivos propostos quando de minha contratação para ser campeão estadual e estava no caminho certo, liderando o Campeonato Cearense com 76,2% de aproveitamento, classificado antecipadamente para as quartas de final, com trabalho intenso. Além disso, a outra meta era o acesso para a Série A. Quero agradecer as mensagens solidárias recebidas por conta dos episódios lamentáveis em que fui envolvido. Amigos pessoais, diversos colegas de profissão, jogadores, torcedores de diversos times, até mesmo Clubes, como o Paysandu e a Chapecoense, funcionários do próprio Ceará, muitos jornalistas também. A estes peço a compreensão de não os ter atendido para entrevistas, porque o aspecto emocional foi bastante forte. Quando envolve agressão, preocupação da família e falta de humanidade, o sentimento fica aflorado. A partir da semana que vem estou à disposição.

Gilmar Dal Pozzo

Compartilhar
Espaço do Leitor As informações são de responsabilidade do autor:
Felipe CSC 17/02/2017 16:27
Parece que o Robinson de Castro além de incompetente é mentiroso!
Este comentário é inapropriado?Denuncie
1
Comentários Nome Cidade Escreva seu comentário 300
o povo
anônimo
twitter
facebook
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Vídeos

VÍDEO: assista aos gols de Ferroviário 10x0 Campo Grande pela Série B Cearense