[an error occurred while processing this directive][an error occurred while processing this directive] Torcedores do Fortaleza promovem quebradeira de cadeiras após o jogo no Castelão | Fortaleza | Esportes O POVO
Logo Portal O POVO Online

Esportes

  • Ceará
  • Fortaleza
  • Ferroviário
  • Grêmio
  • Internacional
  • Flamengo
  • Vasco
  • Botafogo
  • Fluminense
  • Corinthians
  • São Paulo
  • Santos
  • Palmeiras
  • Cruzeiro
  • Atlético-MG
rss

Fortaleza Fortaleza

Especiais

Receba as notícias

RSS

17/10/2015 - 19h09

Torcedores do Fortaleza promovem quebradeira de cadeiras após o jogo no Castelão

Bruno Balacó brunobalaco@opovo.com.br
Foto: Bruno Balacó\O POVO
Setor mais prejudicado com a quebra de cadeiras

Aconteceu de novo. Ao término do jogo contra o Brasil de Pelotas, na noite deste sábado, 17, a torcida do Fortaleza externou sua fúria com o novo fracasso do time em conquistar o acesso para a Série B do Brasileiro quebrando e atirando os assentos da arquibancada no gramado da Arena Castelão.

O foco da quebradeira ocorreu nas arquibancadas superiores atrás dos dois gols, onde ficam situadas as principais torcidas organizadas do clube. No setor inferior, apenas estragos pontuais.

O clima ficou bastante tenso nos primeiros 10 minutos logo após o apito final do árbitro, mas a ação da Polícia Militar conseguiu conter o clima de revolta dos torcedores, impedindo que houvesse invasões ao gramado, a exemplo do que ocorreu na final do Campeonato Cearense deste ano, disputada entre Ceará x Fortaleza, no mesmo Castelão. Cerca de 20 minutos antes do fim do jogo, as tropas do batalhão de choque e a polícia canil se espalharam no entorno do campo, garantindo a saída dos jogadores e das comissões técnicas com tranquilidade para os vestiários. Veja o vídeo:

A Luaernas, responsável pela administração do Castelão, não soube precisar o saldo dos atos de vandalismo e fará uma vistoria no estádio para, nos próximos dias, se pronunciar sobre o ocorrido. Apesar dos incidentes, o comandante da companhia de eventos da PM-CE, Aginaldo Oliveira, avaliou que a operação policial, que contou com efetivo total de 600 PMs, transcorreu dentro do planejado.

"Quase que na totalidade, o nosso planejamento de segurança ocorreu dentro do planejado. Tivemos a quebra de cadeiras, mas nada que a Polícia não conseguisse conter e controlar rapidamente", disse ele, reforçando que no momento não é possível precisar quantos assentos foram danificados.

O comandante garantiu ainda que a chegada e a saída do torcedor do estádio não registraram maiores ocorrências. "A dispersão da torcida ocorreu normalmente, com a saída primeiro da torcida do Fortaleza, seguida pela torcida do Brasil de Pelotas, que respeitou bem o nosso trabalhou e saiu no momento planejado sem maiores problemas", citou.

HISTÓRICO RECENTE

Além da final do Estadual deste ano, que terminou com um saldo de 1580 cadeiras quebradas, o Castelão foi palco de cenas de vandalismo nos jogos decisivos do Fortaleza nas edições da Série C de 2013, contra o Sampaio Corrêa, e Macaé, ano passado. Em 2012, uma quebradeira generalizada de assentos foi registrada no PV.

Compartilhar
Espaço do Leitor As informações são de responsabilidade do autor:
ERNESTO 19/10/2015 08:37
Petrônio, o que está errado é vândalos terem acesso aos estádios e não as crianças. Estádio é sim lugar de crianças, mães e pais, que desejarem assistir a um jogo de futebol. lugar de marginais é na cadeia, Como vivemos no país dos escândalos, pessoas honestas ficam retidas em seus lares, um absurdo
Este comentário é inapropriado?Denuncie
PETRONIO SANFER 18/10/2015 08:55
Mesmo se tivesse conseguido o acesso ia ter "chuva de cadeiras". O que não entendo é ver pais levando crianças para um jogo dessas proporções.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Tony 17/10/2015 22:43
Caro Pedro, vc não entendeu nada. Não me refiro a times, mas a jornalismo. Diria a mesma coisa se fosse com o Ceará. O jornalista tem a obrigação de saber escrever, caso contrário muda de profissão. É por essas e outras que o jornalismo cearense é motivo de deboche. Se não entendeu eu desenho.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Tony 17/10/2015 22:40
Caro Pedro, vc não entendeu nada. Não me refiro a times, mas a jornalismo. Diria a mesma coisa se fosse com o Ceará. O jornalista tem a obrigação de saber escrever, caso contrário muda de profissão. É por essas e outra que aqui no Rio, o jornalismo cearense é motivo de deboche.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Pedro Wilson 17/10/2015 22:33
Calma Tony. Ano que vem vocês tentam novamente e no ano seguinte de novo, e de novo, e de novo, e ... Não precisa descontar a raiva no pobrezinho do repórter, já não basta descontar nas cadeiras do castraleão?
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários
6
Comentários Nome Cidade Escreva seu comentário 300
o povo
anônimo
twitter
facebook
Erro ao renderizar o portlet: EN_Clubes

Erro: No module named aplication
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Erro ao renderizar o portlet: EN_Destaque Video Interna

Erro: No module named aplication