Logo Portal O POVO Online

Esportes

  • Ceará
  • Fortaleza
  • Ferroviário
  • Grêmio
  • Internacional
  • Flamengo
  • Vasco
  • Botafogo
  • Fluminense
  • Corinthians
  • São Paulo
  • Santos
  • Palmeiras
  • Cruzeiro
  • Atlético-MG
rss

Copa das Confederações Copa das Confederações

Especiais

Receba as notícias

RSS

30/06/2013 - 20h28

Brasil domina Espanha e é campeão da Copa das Confederações

André Victor Rodrigues andrevictor@opovo.com.br
Foto: Lancenet

Nada da posse de bola campeã do mundo, nem tampouco o favoritismo da Fúria nas quatro linhas. Neste domingo (30), o Brasil bateu a Espanha por 3 a 0, em Maracanã lotado e sagrou-se campeão da Copa das Confederações de 2013. Esbanjando disciplina tática e determinação, a canarinho venceu com gols de Fred (duas vezes) e de Neymar. Para além da festa nas arquibancadas e nas ruas do país, a equipe de Felipão impôs sua identidade e força. E confiança necessária para chegar bem ao Mundial de 2014.

De certo desde o apito inicial, era que o Brasil partiria para cima, buscando sufocar a saída de bola espanhola. Assim, poderia encontrar boas jogadas na área adversária. Foi o que aconteceu e, logo no primeiro minuto, o grito do torcedor ecoou no Maracanã. Hulk cruzou na direita, Neymar se livrou da marcação e bola sobrou para Fred, que mandou para as redes sentado no chão. Gol de centroavante, 1 a 0 para a canarinho.

Aos 15 minutos da primeira etapa, o Brasil desmistificava a supremacia da Fúria na posse de bola: 56 % a favor da equipe de Luiz Felipe Scolari. A esquadra espanhola não conseguia distribuir toques em sequência, barrados pela boa marcação dos brasileiros. Nas arquibancadas, gritos de "timinho" para os visitantes, "olés" e muitas vaias aos atuais campeões do mundo. Enquanto isso, o time da casa cheia insistiu em jogadas venenosas, especialmente com Fred, Neymar e Paulinho.

A Espanha aproveitou os raros espaços do esquema defensivo da seleção pentacampeã para chegar ao gol de Júlio César. Durante os primeiros 45 minutos, apenas dois levaram perigo à meta do camisa 12. Iniesta, aos 18, arriscou de fora da área e o goleiro mandou para escanteio. Em jogada articulada por Juan Mata, Pedro recebeu lançamento aos 40 e chutou rasteiro, na saída de Júlio. Quando o gol parecia claro, surgiu David Luiz e afastou a bola.

Em dia de correr atrás da bola, e não de tê-la, os espanhóis somaram lances faltosos e o clima entre as equipes ficou hostil durante alguns momentos. Amarelaram Arbeloa e Sergio Ramos, ambos por faltas sobre atacantes brasileiros. Aos 43, não conseguiram parar o destaque verde-amarelo. Neymar tabelou com Oscar e carimbou um balaço, sem qualquer chance para Iker Casillas: Brasil foi ao intervalo carimbando o possível favoritismo espanhol com um 2 a 0.

O segundo tempo começou com um repeteco. No primeiro minuto, gol da seleção brasileira. Hulk, desta vez pela esquerda, abre para Neymar, que deixou passar, e a bola sobrou para a Fred ampliar o marcador: 3 a 0. Era decretada, ali, uma noite de Espanha desestabilizada em campo. As jogadas de meio campo da Fúria não encontravam rumo e nem no lance mais claro uma finalização era concretizada.

TENSÃO E ALÍVIO

Surgiu a chance de reação europeia no jogo em cobrança de pênalti. Marcelo derrubou Jesus Navas dentro da área, aos 8. Candidato a melhor jogador da Copa das Confederações, Sergio Ramos desperdiçou a cobrança, mandando pelo lado direito de Júlio César. Depois da penalidade, a torcida desembestou a cantar: "é campeão! É campeão". A festa no Maracanã não baixou de volume em um minuto sequer.

Até em lance de expulsão, o público não perdeu a chance de tirar brincadeiras com o adversário. Neymar puxou contra-ataque veloz, numa bela jogada, quando foi derrubado pelo Piqué. Aos 22, o zagueiro do Barcelona levou cartão vermelho pela entrada violenta sobre o companheiro de clube. Imediatamente, a torcida passou a gritar o nome da cantora Shakira, esposa do defensor espanhol.

O Brasil sustentou durante os noventa minutos a disciplina tática, determinação e bom aproveitamento nos contra-ataques. Mas, principalmente, o volume de jogo sobre a Espanha, que não conseguiu se desvencilhar da intensa marcação. Quando chegava a incomodar na área brasileira, Júlio César e David Luiz foram seguros e destaques defensivos.

Aos 34, o atacante Fred - autor de dois gols - foi ovacionado na saída de campo. O artilheiro da Copa das Confederações, ao lado de Fernando Torres, saiu para a entrada de Jô. E teve seu nome gritado por todo o estádio Maracanã. Gratidão pela boa exibição da seleção num dos palcos mais tradicionais da história do futebol. Combustível essencial para a Copa do Mundo 2014, que não tarda a chegar.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 3 X 0 ESPANHA
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 30/6/2013, às 19h
Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)
Assistentes: Sander Van Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL)
Público: 73.531 presentes
Cartões amarelos: Arbeloa, Sergio Ramos (ESP)
Cartão vermelho: Piqué (ESP)
Gols: Fred, aos 2'/1ºT; Neymar, aos 44'/1ºT e Fred, aos 2'/2ºT

BRASIL: Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho (Hernanes - 42'/2ºT) e Oscar; Hulk (Jadson - 27'/2ºT), Neymar e Fred (Jô - 34'/2ºT). Técnico: Felipão

ESPANHA: Casillas, Arbeloa (Azpilicueta - intervalo), Piqué, Sergio Ramos e Alba; Busquets, Xavi, Iniesta e Mata (Jesús Navas - 7'/2ºT); Pedro e Fernando Torres (David Villa - 13'/2ºT). Técnico: Vicente Del Bosque

Compartilhar
Espaço do Leitor As informações são de responsabilidade do autor:
Francisco Andrade 01/07/2013 09:37
Certo o Brasil foi campeão,parabens e agora mudou em que o nosso pais?A miseria continua a mesma,a educação continua a mesma,segurança,mensalão e entre outras!!Acordaaaaa Brasillll
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Joaquim Nascimemento 01/07/2013 06:32
A FIFA exigiu a Espanha que ela perdesse pois ajudaria o Brasil contra os protestos. Lógico que tb teve um dinheiro grande envolvido.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Wallan 01/07/2013 00:05
Foi Show!I torcida, time... tá todo mundo de parabens.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Rubão 2 Fanta 30/06/2013 22:34
Fredão não tem pra ele, vai se o artilhero da copa ano que vem.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Jorgesovitoria 30/06/2013 22:18
Eu já sabia, os ratos europeus não sabiam o que é disputar uma decisão de campeonato com uma seleção de peso e acostumada a vencer nas finais, não é atoa que somos pentacampeões do mundo e agora tetra nas confederações. Que isto sirva de lição para eles e tomara que haja um replay no ano que vem.
Este comentário é inapropriado?Denuncie
Ver mais comentários
7
Comentários Nome Cidade Escreva seu comentário 300
o povo
anônimo
twitter
facebook

Jogos

Fase Grupo Rodada Data Hora Mandante Placar Visitante Local Cidade Links
Final Final Final 30/06 19:00 Brasil

2'(1ºT) Fred

44'(1ºT) Neymar

2'(2ºT) Fred

3x0 Espanha Maracanã Rio de Janeiro

veja a tabela completa

Erro ao renderizar o portlet: EN_Clubes

Erro: No module named aplication
Erro ao renderizar o portlet: EN_MaisNoticias

Erro: No module named aplication
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Erro ao renderizar o portlet: EN_Destaque Video Interna

Erro: No module named aplication