Logo Portal O POVO Online

Esportes

  • Ceará
  • Fortaleza
  • Ferroviário
  • Grêmio
  • Internacional
  • Flamengo
  • Vasco
  • Botafogo
  • Fluminense
  • Corinthians
  • São Paulo
  • Santos
  • Palmeiras
  • Cruzeiro
  • Atlético-MG
rss

+ Esportes

Especiais

Receba as notícias

RSS

12/06/2017 - 17h45

Há 23 anos, Seleção Brasileira de basquete conquistava Mundial feminino

(Foto: Arquivo CBB/Divulgação)
Brasil terminou a primeira fase com a segunda colocação do Grupo C.


Em 12 de junho de 1994, a Seleção Brasileira de basquete conquistou o terceiro título mundial do grupo, o primeiro no feminino. O triunfo, que aconteceu na Austrália, teve participação de grandes nomes da modalidade, como Hortência Marcari, Paula Gonçalves e Janeth Arcain. Na conquista ocorrida há 23 anos, o time derrotou a China na final, por 96 a 87.


Sob o comando de Miguel Ângelo da Luz, o time avançou com facilidade nas primeiras fases do 12º Campeonato Mundial Adulto Feminino. O grupo chegou a perder para equipe chinesa na segunda etapa da competição, mas mantinha bom desempenho ao longo das disputas. “Fomos ao campeonato como mais uma seleção e a cada jogo fomos mostrando que estávamos ali para fazer a diferença e deixar nosso nome na história“, lembra Roseli Gustavo, dona de oito pontos, em sete jogos.

Na semifinal, no dia 11 de junho, venceu os Estados Unidos em uma disputa acirrada, que terminou em 110 a 107 e garantiu vaga na última fase. O time norte-americano ficou com o bronze, depois de bater nas donas da casa.

De novo encarando o time da jogadora mais valiosa do campeonato, a chinesa Zheng Haixia, a Seleção viu seu sonho se tornar realidade. “Todas as vezes que vejo as imagens ou relembro através de fotos, vem tudo na minha cabeça, tudo o que passamos, enfim, uma felicidade que não se pode exprimir por palavras, só quem viveu aquele momento sabe do que estou falando”, conta a armadora Helen Luz, campeã em 1994.

Além do trabalho em equipe, o grupo teve destaque pelo desempenho individual de algumas atletas: Hortência marcou 221 pontos em oito jogos — fazendo uma média de 27,6 pontos por disputa e foi a maior pontuadora da competição. Janeth fez 23,3 pontos por partida e Magic Paula, com índice de 4,4 assistências por jogo, teve média de 19,8 pontos. “Sou feliz e realizada por ter tido a oportunidade de fazer parte dessa geração e de ter jogado com Paula, Hortência, Janeth e outras”, conta Roseli.

Compartilhar
Espaço do Leitor As informações são de responsabilidade do autor:
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários Nome Cidade Escreva seu comentário 300
o povo
anônimo
twitter
facebook
modelo3
Erro ao renderizar o portlet: EN_Clubes

Erro: No module named aplication
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Vídeos

VÍDEO: assista aos gols de Ferroviário 10x0 Campo Grande pela Série B Cearense