[an error occurred while processing this directive][an error occurred while processing this directive] Minuto L | Esportes O POVO | Notícias sobre esportes local, nacional e internacional.
Logo Portal O POVO Online

Esportes

  • Ceará
  • Fortaleza
  • Ferroviário
  • Grêmio
  • Internacional
  • Flamengo
  • Vasco
  • Botafogo
  • Fluminense
  • Corinthians
  • São Paulo
  • Santos
  • Palmeiras
  • Cruzeiro
  • Atlético-MG
rss

Minuto L

Especiais

Receba as notícias

RSS

05/08/2014 - 01h22

Brasileiros brilham em mundiais e enchem-se de esperança para o Rio-2016

A conquista do Mundial Feminino de Handebol, em dezembro de 2013, foi apenas um dos bons resultados do Brasil em competições deste porte no último ano. Em levantamento realizado pelo LANCE!Net, o país conquistou 19 medalhas (sete ouros, oito pratas e quatro bronzes) entre 5 de agosto de 2013, a três anos da Olimpíada do Rio, e hoje, a dois anos dos Jogos.

A maior contribuição para este total de láureas veio do judô. Em agosto, no Mundial no Rio, Rafaela Silva (até 57kg) deu o primeiro ouro para as mulheres do Brasil neste tipo de competição. Aliás, das sete medalhas, seis vieram com as judocas, incluindo uma prata por equipe. Os homens faturaram apenas a prata com Rafael Silva (+100kg).

A vela também fez bonito. Robert Scheidt, de volta à classe Laser, faturou o ouro em novembro. Na nova geração, Jorge Zarif foi campeão na Finn, em agosto, e Martine Grael e Kahena Kunze foram prata na 49erFX, em setembro.

Na canoagem, Isaquias Queiroz mostrou que pode surpreender na Rio-2016. Em setembro, ele foi ouro no C1 500m, uma prova não-olímpica, e bronze no C1 1.000m, essa sim presente no programa olímpico. No Mundial de Boxe, em outubro, Robson Conceição (até 60kg) foi prata, enquanto Everton Lopes (até 64kg) faturou o bronze.

O ginasta Arthur Zanetti manteve seu domínio nas argolas e conquistou o ouro no Mundial, em outubro. Um mês antes, Yane Marques fez história e faturou a prata no pentatlo moderno. E no hipismo, Rodrigo Pessoa, Eduardo Menezes, Marlon Zanotelli e Doda Miranda ficaram com a prata na Copa das Nações, considerada o Mundial por Equipes.

No atletismo, o Brasil passou em branco no Mundial de Moscou, mas Mauro Vinícius da Silva faturou o ouro no salto em distância no Mundial indoor, em março deste ano.

Brasil dominou o Sul-Americano

Na primeira competição multidesportiva do ciclo para os Jogos Rio-2016, o Brasil liderou o quadro de medalhas dos Jogos Sul-Americanos de Santiago, em março.

Foram 255 láureas, sendo 109 de ouro, 68 de prata e 78 de bronze. Com exceção do evento em 2002, quando foi a sede, esta foi a primeira vez que o Brasil venceu os Jogos fora de casa.

No Chile, o país classificou algumas modalidades para o Pan de Toronto-2015, entre as quais handebol (ambos os gêneros), pentatlo moderno e rúgbi de sete.

Compartilhar
Espaço do Leitor As informações são de responsabilidade do autor:
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários Nome Cidade Escreva seu comentário 300
o povo
anônimo
twitter
facebook
modelo3
Erro ao renderizar o portlet: EN_Clubes

Erro: No module named aplication
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde