Logo Portal O POVO Online

Esportes

  • Ceará
  • Fortaleza
  • Ferroviário
  • Grêmio
  • Internacional
  • Flamengo
  • Vasco
  • Botafogo
  • Fluminense
  • Corinthians
  • São Paulo
  • Santos
  • Palmeiras
  • Cruzeiro
  • Atlético-MG
rss

Olimpíadas

Especiais

Receba as notícias

RSS

12/09/2015 - 10h51

Centro de Formação Olímpica, em Fortaleza, terá apoio técnico do Comitê Olímpico do Brasil

Evilázio Bezerra/O POVO
Jeová Mota(e), Carlos Arthur Nuzman (c) e Camilo Santana (d) visitaram ontem o CFO, em Fortaleza

Presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio-2016, Carlos Arthur Nuzman esteve nesta sexta-feira, 11, em Fortaleza visitando a estrutura do Centro de Formação Olímpica (CFO), sede da etapa 12-14 anos dos Jogos Escolares da Juventude. Além de acompanhar o evento, o dirigente veio com o intuito de conhecer a estrutura do CFO e alinhar, juntamente com o governador Camilo Santana, o papel do COB na gestão do equipamento quando estiver concluído.

“Conversei com o governador que, quanto à manutenção, o COB não tem recursos para fazer. Nós temos como entrar na parte técnica”, disse Nuzman, sem detalhar como será esse apoio técnico.

Mesmo tendo a obra iniciado há dois anos e com previsão de conclusão atrasada, o CFO ainda não tem modelo de gestão definido. O governador garante que a questão estará resolvida até a inauguração, em novembro. “Estamos trabalhando tecnicamente para saber qual o melhor desenho de funcionamento. Se a gente faz uma concessão, uma parceria público-privada ou uma administração direta”, garantiu Camilo.

Enquanto a gestão do CFO, que custou R$250 milhões, não é definida, o desafio agora, segundo o governador, é trabalhar na captação de recursos para a operação. “Cabe a nós botar o equipamento debaixo do braço e correr o Brasil e o Mundo para mostrar esse equipamento. Poucos conhecem ainda e é preciso divulgar”, afirmou Camilo. A estimativa é que a manutenção custe R$1 milhão por mês.

BUSCAR CONFEDERAÇÕES

Com o intuito de trazer atletas e equipes brasileiras que vão estar na Rio-2016, o secretário do esporte do Estado, Jeová Mota, revelou o plano de buscar confederações nacionais para ajudar a ocupar o CFO.
“Aproveitamos a presença do Nuzman e foi levantada a ideia de uma assembleia (em Fortaleza) com todas as confederações. Vamos visitar todas mostrando o trabalho do CFO para atraí-las para cá”.

Compartilhar
Espaço do Leitor As informações são de responsabilidade do autor:
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro a comentar esta notícia.
0
Comentários Nome Cidade Escreva seu comentário 300
o povo
anônimo
twitter
facebook
modelo3
  • Em Breve

    Ofertas incríveis para você

    Aguarde

Erro ao renderizar o portlet: EN_Clubes

Erro: No module named aplication